(81) 3771.1136 • 3771.1137

atendimento@condominioideal.com.br

Meu Condomínio Ideal

Horta em apartamento

Passar muito tempo no apartamento gera desgaste físico e psicológico. Além disso, com o tempo, a criatividade de atividades que podem ser feitas dentro de casa vai diminuindo. Uma ótima opção, contudo, são as hortas. Elas, além de proverem alimentos saudáveis, durante seu cultivo, dão a possibilidade aos moradores de ter sensações de relaxamento, devido ao contato com a natureza. Além do mais, toda a família pode participar, desde adultos a crianças, da montagem e manutenção das hortaliças, frutas e legumes e temperos.

 

Onde plantar a horta em apartamento?

Como os apartamentos são desprovidos de quintais, o ideal é plantar as hortaliças e as plantas não comestíveis em vasos. Caso você não tenha um vaso e não possa adquirir, podem ser usadas embalagens de plástico, copos e garrafas pets.

O segundo passo é escolher um lugar da casa que receba sol por pelo menos uma parte do dia, pois as plantas precisam de bastante luminosidade e água para sobreviverem.

 

Como plantar a horta em casa?

Todos os vasos de plásticos ou de cerâmica para plantas comuns são indicados para legumes, hortaliças e temperos. Entretanto, é necessário ter atenção ao fundo dos vasos. Eles devem ser furados para que a água escorra e não deixe a terra encharcada por muito tempo.

É recomendável que o fundo dos vasos seja coberto de argila expandida, brita, caco de telha ou outro material de elevada granulometria (tamanho das pedras), para facilitar o escoamento da água. Depois, põe-se uma camada de areia, para que a terra não seja carreada e, por fim, põe-se a terra com a semente. É aconselhável, também, misturar vermiculita à terra, um mineral que possibilita que a terra fique úmida por mais tempo, diminuindo a possibilidade de ressecamento dos vegetais.

Uma outra dica é quanto ao formato da horta. Os vasinhos dispostos no chão são mais comuns de se encontrar, no entanto, não são todos os apartamentos que dispõem de espaço ou de superfície no chão que receba sol. Portanto, as hortas verticais, ou mesmo em parapeitos são ótimas opções nesses casos. As hortas verticais podem ser compostas de vasinhos presos a uma base de madeira, ou até prateleiras, presas na parede. E as hortas em parapeitos são vasinhos dispostos à beira da janela, muitas vezes nas cozinhas, por serem o lugar mais iluminado da casa.

 

Quais espécies são recomendáveis para uma horta em casa

As favoráveis para a plantação em apartamentos são as que conseguem se desenvolver bem em vasinhos. Eis algumas: 

 

Coentro: planta-se com sementes e se espera 30 a 40 dias para colher;

Chicória: planta-se com broto com raiz e se espera 60 dias para colher;

Cebolinha: planta-se com broto com raiz e se espera 60 dias para colher

Rúcula: planta-se com sementes  e se espera 60 dias para colher;

Alface: planta-se com sementes e se espera 60 dias para colher;

Couve: planta-se com broto e se espera 60 dias para colher;

Pimenta de cheiro: planta-se com sementes e se espera 100 dias para colher;

Pimenta de murupi: planta-se com sementes e se espera 100 dias para colher;

Manjericão: planta-se o galho e se espera 60 dias para colher;

Tomate cereja: planta-se com sementes e se espera 100 dias para colher.

 

 

Quais adubos utilizar para produzir a horta 

Há dois diferentes tipos de adubos, os inorgânicos e os orgânicos. Os dois apresentam nutrientes que as plantas precisam, mas o primeiro é produzido sinteticamente e contém apenas os elementos de que o vegetal precisa, enquanto o segundo são derivados de matéria viva e contém outros elementos. Os inorgânicos se apresentam com uma combinação de nitrogênio (N), potássio (K) e fósforo (P), ou, como é mais conhecido: NPK.

 

Adubo inorgânico

Seus três componentes possuem funções diferentes para a planta. Vejamos:

 

Nitrogênio: é responsável pelo desenvolvimento de galhos, caules e folhas. É recomendável utilizar uma porção maior desse componente nos estágios iniciais de crescimento do vegetal, pois a planta começa a utilizar suas reservas de nitrogênio quando acaba a da terra;

Fósforo: esse elemento possui uma ação importante na produção de clorofila. Portanto, é importante durante toda a vida da planta, sendo mais importante naquela que produz flores e frutos;

Potássico: protege a planta da desidratação e auxilia a formação das raízes, sendo, portanto, muito importante para os vegetais que formam tubérculos.

 

Proporção NKP

Existem vários tipos de proporção, contudo as mais comuns são essas:

 

NPK 10-10-10

Essa proporção mantém os três elementos na mesma quantidade. Sua forma equilibrada oferece força e vigor às plantas. É mais recomendável para as espécies adultas e não tem contraindicação.

 

NPK 4-18-8

Como, nessa mistura, há maior quantidade de fósforo e potássio, é recomendável que esse adubo seja utilizado na preparação do solo, para permitir que a planta cresça com vigor. Assim, o vegetal terá os elementos de que precisa desde os primeiros estágios.

 

Adubos orgânicos

Já os adubos orgânicos, são compostos naturais que contém os elementos necessários para o desenvolvimento saudável das hortas. São eles:

 

Húmus de minhoca: existem adubos de húmus de minhoca já preparados no mercado, e podem ser utilizados de forma fácil e prática;

Esterco de gado: também pode ser encontrado já preparado, pronto para uso.

 

Deve-se ter atenção à dosagem, a qual vem descrita na embalagem dos produtos. Lembrando também que a terra não pode ser compactada, mas bem revolvida.

 

Como conciliar plantas comestíveis e animais no mesmo ambiente?

É um grande desafio manter os pets longe das hortaliças. Eles podem destruir toda a plantação enquanto brincam, por exemplo. Por isso, uma solução é fazer suspender a horta numa altura que o animal não consiga alcançar. Para isso, podem ser usados vasos compridos ou suspensos na parede.    

 

Horta nos condomínios

É uma ótima opção aproveitar o espaço verde da área comum do condomínio, ou uma parede que receba muito sol, para fazer uma horta coletiva para os moradores. Para isso, deve-se ter atenção a alguns detalhes:

 

- É necessário que a realização da horta seja acordado em assembléia condominial;

- é preciso que se escale alguém para cuidar da horta: regá-la e podá-la, quando necessário;

- É recomendado que a partilha dos alimentos também seja combinada previamente.

 

As hortas também são uma forma de termos alimentos saudáveis em casa com pouco custo, além de nos possibilitar horas de relaxamento por estarmos em contato com a natureza.

 

Compartilhe essas dicas com seus amigos!

Já acompanha nosso instagram: www.instagram.com/auxiliadoracondominioideal



Veja outras notícias

FALA CONDÔMINO

Faça uma sugestão ou crítica construtiva sobre o seu condomínio.

Acessar